Imprensa Continental lança processo inédito de reutilização de pallets metálicos para o segmento offshore

• Iniciativa não tem precedentes no segmento offshore e deixa de produzir 1 tonelada de resíduos metálicos por pallet
• Além dos pallets metálicos, a companhia também recondiciona mangotes para aumentar a vida útil do produto


A Continental, empresa que desenvolve tecnologias e serviços pioneiros em mobilidade sustentável, coloca em prática mais uma medida pioneira na preservação do meio ambiente: o programa de reutilização de pallets metálicos, estruturas utilizadas para o transporte de mangotes (mangueiras de ampla aplicação na indústria petroquímica, sobretudo na extração e transferência do petróleo). Quando entregues aos clientes, os pallets (que pesam entre 1 e 2 toneladas e têm a capacidade de acondicionar cerca de 2 mangotes) geram preocupação para um descarte não sustentável, pois são muito pesados e de grandes dimensões. Para resolver a questão, a Continental entrega os mangotes e aguarda a devolução dos pallets metálicos, que são reutilizados para o transporte de pedidos posteriores.

Com isso, inúmeras vantagens são alcançadas: mais espaço para o recebimento de material em suas instalações, a garantia de uma compra mais sustentável e ecologicamente correta e, ainda, condição comercial mais atrativa: os gastos com o descarte de resíduos diminuem consideravelmente, além da própria condição comercial, já que o valor dos pallets é abatido por conta de sua reutilização.

“Essa medida é inédita no fornecimento de mangotes marítimos, e mostra que é possível buscar a sustentabilidade em toda a cadeia produtiva, desde a fabricação até a entrega do produto ao cliente. O aspecto de pós-venda é crucial e muitas vezes esquecido, mas a Continental, por meio da implementação desse processo, mostra que se preocupa com o meio ambiente também na pós-venda de seus equipamentos, como já fazemos há algum tempo com os pneus”, declarou Denis Escudeiro, Gerente da Planta de Macaé (RJ), responsável pela fabricação e entrega dos mangotes.

Recondicionamento de mangotes
Além da medida de reutilização dos pallets, a Continental também coloca em prática o treinamento as equipes de operação e o recondicionamento dos mangotes para os clientes, visando aumentar a vida útil dos mesmos e, assim, evitar a produção de resíduos. Com essas medidas, o produto, cujo tempo esperado de utilização é de aproximadamente três anos, pode ser utilizado por até oito anos.

Alinhada com as diretrizes do Acordo de Paris de 2015, tratado ambiental chancelado pela Organização das Nações Unidas (ONU), a Continental pretende reduzir em 20% o consumo de energia das suas instalações pelo mundo, gerando uma economia de, pelo menos, 1TWh até 2030. Atualmente, a companhia já consome 17% menos energia do que a média das demais indústrias por tonelada métrica – unidade de medida equivalente a 1000 kg – de pneus produzidos.

Sobre a Continental
A Continental desenvolve tecnologias e serviços pioneiros para a mobilidade sustentável e conectada de pessoas e seus bens. Fundada em 1871, a empresa de tecnologia oferece soluções seguras, eficientes, inteligentes e acessíveis para veículos, máquinas, trânsito e transporte. Em 2020, a Continental gerou vendas de € 37,7 bilhões e atualmente emprega mais de 192.000 pessoas em 58 países e mercados. Em 8 de outubro de 2021, a empresa comemorou seu 150º aniversário